Dicas – Residências

Orientações gerais:

  • Antes de entrar ou sair de casa, verifique a presença de pessoas estranhas. Na dúvida, avise seus familiares e ligue 190;
  • Chegue por locais e horários diferentes;
  • Tenha a chave de sua casa à mão antes de chegar à porta;
  • Isole as dependências externas, trancando as portas intermediárias;
  • Fique atento à presença de estranhos no quintal nas primeiras horas da manhã, de forma que possam rende-lo para alcançar o interior da casa. Assim, isole seu dormitório do restante da casa;
  • Não admita a entrada de estranhos em sua casa;
  • Desconfie de serviços que você não solicitou ou consertos e checagem de problemas que você não observou. Sempre examine as credenciais de qualquer funcionário e confirme todos os dados por telefone com a respectiva empresa. Alerte seus familiares e vizinhos;
  • Não abra a porta para entrega de encomendas não esperadas (presentes, flores, malas diretas, etc.). Se decidir atender, avise pelo telefone um vizinho e peça que ele fique de olho. Havendo outras pessoas na casa, uma delas devidamente resguardada, deve permanecer alerta vigiando o atendimento;
  • Não guarde valores em casa. Se preferir usar cofres em sua casa, guarde sigilo quanto a sua existência e localização. Sempre que possível instale mais de um, instalando um deles fora de seus aposentos particulares;
  • Somente contrate funcionários com referências que possam ser confirmadas por pessoas de sua confiança. Faça uma verificação completa (endereço, referências profissionais anteriores, etc);
  • Não contrate ou forneça armas de fogo a vigias inexperientes, que não tenham habilitação técnica, eles são facilmente rendidos por marginais;
  • Não tenha armas de fogo em sua casa se você não tiver treinamento específico. Isto pode representar um risco ainda maior;
  • Instale e teste periodicamente alarmes sonoros e/ou luminosos para sua melhor segurança e também para que seus vizinhos reconheçam com facilidade e possam ajudar em caso de perigo;
  • Cuidado com a instalação de exaustores e aparelhos de ar condicionado, pois este pode ser um ponto vulnerável em sua casa;
  • Procure conhecer seus vizinhos e combinar medidas de auxílio mútuo, como sinais luminosos ou telefonemas. uma participação comunitária ativa é imprescindível;
  • Mantenha sempre à mão os telefones de emergência da Polícia. Conheça a localização dos postos Policiais de seu bairro. Instrua seus familiares e empregados de como proceder em caso de perigo ou de simples observação de suspeitos nas imediações;
  • Tenha especial atenção em trancar portas e janelas quando você sair de sua casa, mesmo por pequenos intervalos;
  • Quando você for viajar peça para que um vizinho ou amigo recolha sua correspondência, instale dispositivos automáticos para luzes externas e internas, programe aparelhos eletrônicos para serem acionados, etc sempre procurando dar a impressão de que sua casa esta ocupada;
  • Não permita que as janelas e portas de sua casa possam ostentar sua qualidade de vida;
  • Cuidado ao parar em frente a sua residência, especialmente quando for abrir o portão ou descarregar seu veículo após uma viagem. Certifique-se ANTES de não haver ninguém suspeito próximo;
  • Mantenha os telefones de emergência fixados em um local de fácil acesso na casa;
  • Tenha um bom relacionamento com os vizinhos e informe-se sobre o que ocorre nas proximidades;
  • Estabeleça códigos de acesso à sua casa, para que se um dos moradores for surpreendido por assaltantes, possa avisar os outros de que algo não está bem;
  • Caso sua casa apresente um aspecto de arrombamento não entre. Avise seus familiares e Chame a polícia;
  • Caso você vier a se deparar com delinqüentes, mantenha-se calmo. Não discuta, não encare ou reaja. Procure agir com calma indicando cada movimento e se possível procure memorizar as características pessoais, trajes, gírias,

 

 

Chegando tarde em casa

  • Caso alguém esteja lhe deixando em casa peça para que espere até você possa entrar em segurança;
  • Antes de parar observe se não existe ninguém suspeito parado próximo a sua casa;
  • Certifique-se de que a entrada e áreas externas de sua casa são bem iluminadas;
  • Chegue à porta com as chaves em sua mão;
  • Somente convide pessoas que você conheça muito bem para entrar em sua casa;
  • Se algum estranho pedir para usar seu telefone para alguma emergência, indique a companhia de polícia, o comércio ou o telefone público mais próximo;
  • Não entre em elevadores com estranhos ou pessoas suspeitas. Caso necessário diga algo como “puxa esqueci minha chave”;
  • Evite dormir com portas e janelas abertas;
  • Cuidado no momento de abrir portões automáticos. Verifique se não existe ninguém suspeito próximo de sua casa ou prédio.

 

Equipamentos e dispositivos

 

  • Mantenha as áreas externas muito bem iluminadas;
  • Portas e janelas devem ser resistentes e ter fechaduras e trancas confiáveis;
  • Certifique-se sempre do bom funcionamento de portas e janelas;
  • Instale olho-mágico nas portas;
  • Instale travas de segurança, trincos e cadeados, nos pontos mais vulneráveis;
  • Instale grades preferencialmente internas. E não se esqueça das portas e janelas dos fundos, geralmente pontos mais visados;
  • Isole o acesso ao sótão de sua casa, localizando-o em uma dependência que possa ficar trancada por fora à noite ou durante a sua ausência;
  • Pode periodicamente árvores e arbustos para manter a visão de dentro para fora livre para que não sirvam de esconderijo;
  • Evite que o interior de algum dos cômodos possa ser visto da rua. Utilize cortinas ou persianas;
  • Instale equipamentos eletrônicos de segurança como porteiros eletrônicos, alarmes, câmeras de vídeo, sistema de monitoramento remoto e sensores de presença, etc;
  • Se você contratar serviços de vigilância particular, de sistemas de monitoramento ou de guarda-costas, verifique se a empresa é cadastrada na Polícia Federal;
  • Se for possível, mantenha um cão de guarda, adestrado, na área externa da casa;
  • Antes de chegar em casa, descer para abrir o portão ou ficar aguardando para que seja aberto, verifique se não há pessoas ou carros suspeitos parados próximos. Se perceber algo suspeito não pare, avise seus familiares e chame a Polícia Militar;
  • Teste periodicamente seu sistema de segurança;
  • Estabeleça códigos de segurança com vizinhos e parentes, como, por exemplo, acender uma luz, alarme,
  • Lembre-se que o momento de entrar e sair de sua casa é um momento crítico, por isso verifique se não há pessoas estranhas próximas e minimize o tempo destas operações;

 

Chaves

 

  • Se você tem empregados, não deixe todas as chaves da casa com eles. Eles podem ser forçados a permitir a entrada de ladrões;
  • Se alguma chave for perdida, troque o segredo da fechadura;
  • Sempre tranque portas e janelas, mesmo durante pequenos saídas;
  • Se você estiver nos fundos de sua casa sempre tranque as portas e portões da frente;
  • Se você ficar sozinha em casa, tranque bem a casa antes de dormir; deixe a chave na fechadura, isso dificulta a ação de arrombadores;
  • Jamais entregue as chaves da sua residência à estranhos;
  • Não deixe chaves sobre o batente da porta, embaixo do tapete, dentro de vasos, etc;
  • Chegue à frente de sua casa com as chaves à mão;

 

Estranhos em sua porta

 

  • Tome muito cuidado. Doações, pesquisas, etc. podem ser uma forma aborda-lo;
  • Não é difícil vigaristas e marginais, especialmente em datas festivas, aproveitarem do espírito de solidariedade e confraternização para fazerem novas vítimas;
  • Sempre procure identificar qualquer pessoa antes de sair de sua casa, mantenha-se em um local distante e seguro para confirmar informações;
  • Sempre procure saber o que vai ser feito com o material a ser doado. Prefira fazer suas doações pessoalmente, a instituições que você conhece, se possível diretamente às pessoas que serão beneficiadas;
  • Fique alerta com pesquisas que identificam renda ou hábitos de sua família. Não divulgue informações pessoais e oriente a todos os moradores de sua casa a agirem da mesma

 

 

Organizando festas.

 

  • Preferencialmente sirva bebidas não alcoólicas aos seus convidados;
  • Sirva algo para que os convidados possam comer antes de servir bebidas alcoólicas;
  • Tenha uma alternativa de transporte ou acomodação para convidados que tenham bebido demais;
  • Lembre-se : apenas o tempo eliminará o álcool de seu organismo;
  • Saiba quais são seus limites e respeite a vida;
  • Nunca dirija após a ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Tenha um especial cuidado em receber seus convidados. Faça uma lista e peça para que a identificação seja criteriosa;
  • Contratar uma equipe de recepcionistas e seguranças pode ajudar muito;
  • Prefira realizar sua festa em buffet, restaurantes ou casas noturnas;
  • Caso a festa seja realizada em sua casa acomode os convidados em um local predeterminado, deixando isoladas as dependências privadas (para evitar furtos e outros problemas);
  • Esteja preparado para problemas, por isso identifique as saídas, tenha equipamentos contra incêndio em locais de fácil acesso (uma equipe de brigada pode ser necessária) e faça um planejamento para calcular o número máximo de convidados dentro do espaço disponível;

 

Crianças:

 

  • Oriente para que não permitam que estranhos entrem em sua casa;
  • Oriente sobre os perigos de dar qualquer informação sobre hábitos da casa;
  • Nunca digam que estão sozinhas em casa;
  • Não abra a porta para pessoas desconhecidas;
  • Evite receber visitas quando os pais e responsáveis não estiverem presentes;
  • Permanecerem sozinhas próximas ao portão, na rua pode ser um comportamento de altíssimo risco;

 

Se você for surpreendido:

 

  • Mantenha a calma e tranqüilize seus familiares;
  • Não discuta ou reaja durante um assalto;
  • Evite encarar os assaltantes;
  • Se você combinou algum código com seus parentes ou vizinhos, e esse código foi acionado, procure ganhar tempo. Não abra a porta e informe a polícia assim que possível, transmitindo todos os detalhes;
  • Se não houver reação, a possibilidade de violência física contra as vítimas é pequena;
  • A polícia possui unidades especializadas em resgate de reféns. Portanto, confie e tenha calma;
  • Assim que os bandidos deixarem o local, avise a polícia o mais rápido possível;
  • Se você chegar e perceber sinais de arrombamento, não entre em casa, e evite que o ponto violado seja tocado ou removido. chame a polícia e aguarde a chegada de uma viatura no local. Depois, faça o registro da ocorrência na delegacia mais próxima.

Cautelas com sua casa

 

  • Comece a prevenção a crimes certificando-se de que sua residência estará protegida enquanto você estiver fora. O segredo é fazer com que sua casa aparente estar habitada;
  • Tenha certeza de que todas as portas e janelas estão funcionando e fechadas;
  • Reforce portas, portões e janelas com trincos, trancas e cadeados internos;
  • Nas áreas externas, não deixe ferramentas e escadas, elas podem ser usadas para arrombamento;
  • Examine os pontos vulneráveis de sua casa. Se possível, instale dispositivos de segurança, como alarmes, sensores de presença, reforço à tranca normal de janelas e portas, etc;
  • Uma boa opção de reforço para as janelas e colocar na parte interna um pedaço de madeira ou outro material que impeça sua abertura;
  • Ative sistemas de segurança que você tenha instalado;
  • Suspenda correspondências e jornais dos quais você tenha assinatura ou peça para que alguém de sua confiança recolha-os diariamente;
  • Dificulte o acesso ao interior de sua residência, trancando as portas de todos os cômodos e recolhendo as chaves;
  • Evite deixar sua casa toda apagada ou também manter luzes acesas diuturnamente. Procure instalar lâmpadas com foto-célula;
  • Televisores e rádios podem ser programados para ligarem e desligarem em alguns horários;
  • Peça para que um vizinho estacione em sua garagem, especialmente à noite;
  • Não deixe chaves reservas escondidas embaixo de tapetes, dentro de vasos, sobre batentes de portas, etc;
  • Não informe seus planos de viagem a pessoas que você acabou de conhecer ou próximo a pessoas estranhas;
  • Telefone para alguém de sua confiança de vez em quando, para saber se está tudo bem;
  • Nas ausências prolongadas, peca a um parente para visitar sua casa, para demonstrar a presença de pessoas (abrindo janelas, regando jardins, entrando com carro na garagem, );
  • Não deixe jóias ou dinheiro dentro de casa, mesmo que seja em cofre. Utilize cofre de bancos;
  • No caso de residências com jardim na frente, contrate alguém para mantê-lo limpo, evitando o aspecto de abandono;
  • Só deixe a chave com pessoas de absoluta confiança;
  • Evite colocar cadeados do lado externo do portão. Isso pode denunciar sua saída;
  • Desligue a campainha. Assim, você deixa em dúvida quem usá-la apenas para verificar se você está em casa;
  • Se você deixar um cachorro para cuidar do local, é recomendável que ele seja treinado para não comer alimentos jogados no chão;
  • Ao chegar procure identificar a presença de pessoas estranhas, antes de desembarcar de seu veículo ou entrar em sua casa;
  • Caso existam sinais de arrombamento não entre em casa;
  • Cuidado no momento de descarregar seu veículo;
  • Evite permanecer com portas abertas, especialmente no interior de sua casa. Se você vai ficar no fundo da residência tranque as portas da frente;

 

Fonte: Polícia Militar do Estado de São Paulo - Setor de Comunicação Social.
No Comments

Post A Comment

2 × 3 =